Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Paulo Fatela

Blog sobre artes, ofícios, paixões e diversas questões

Paulo Fatela

Blog sobre artes, ofícios, paixões e diversas questões

Alcáçovas e Viana do Alentejo

Há cerca de dezasseis anos que não visitava Alcáçovas, a minha primeira vez nesta localidade foi no âmbito de uma atividade da Associação de Defesa do Património de Coruche. Tenho registo de um delicioso almoço de borrego assado no forno e peras bebedas no restaurante "O Chocalho" e claro de uma visita a um artesão de chocalhos. Ontem, a convite de amigos visitei de novo Alcáçovas, desta vez com o propósito de visitar o "Paço dos Henriques" e claro de degustar gastronomia alentejana, no caso entrecosto assado com migas (brutal!).

 

O "Paço dos Henriques", propriedade do Estado Português e classificado Imóvel de interesse Público em 1993, pertenceu aos últimos donatários da vila de Alcáçovas. Segundo a tradição e a crença local este espaço terá correspondicdo a um antigo Paço Real, mandado edificar por D: Dinis, no qual terá sido celebrado o Tratado de Alcáçovas-Toledo, em 1479.

O complexo arquitéctonico é composto por dois espaço diferenciados. A poente a casa de habitação e a nascente a capela e o jardim das conchinhas.

083.jpg

075.jpg

073.jpg

059.jpgJardim das conchinhas

065.jpgA Capela de Nossa Senhora da Conceição (primitivamente de São Jerónimo). O revestimento das paredes é com conchas e cerâmica da companhia das Indias

 

 

Viana do Alentejo

049.jpg

052.jpgCruzeiro Manuelino integrado no castelo de Viana do Alentejo

057.jpg Santuário Senhora de Aires - Viana do Alentejo, local de romaria